94 Comments

  1. ar2 produções artisticas e musicais

    POR FAVOR?

    ME INDIQUE EM MINAS GERAIS UMA ESCOLA DE PRODUTORES MUSICAIS,PARA COMEÇO TECNICO E PROFISSIONAL DO RAMO,MEU FOCO É ATENDER BANDA SERTANEJA AMÉ AMIGOS? PIT BULL MEU NOME ARTISTICO VALEU?BOM DIA ,AMÉM?

  2. Materia legal, espero que vc faça varias sobre o tema.
    Minha maior dificuldade de produzir e por falta de hardware.
    Fica dificil produzir so com o pc.
    Tbm ter que entender todos VST e plugins e complicado.
    E melhor quando a um teclado midi ou algo parecido onde possa tocar.
    abs.

    • ilankriger

      Acho que não precisa de hardwares para produzir música de qualidade!!! Quanto aos vst, o importante é começar com poucos e conhecer eles a fundo!! ler o manual e procurar tutoriais na Internet ajuda também.

    • JBb

      a cena de qualquer programa de musica e conheceres os knobs que neles existem, a maioria usa os mesmos para qualquer maquina, seja reason, live, fl, cubase, claro que em varios contextos, alguns diferentes, mas depois de aprenderes o que cada um faz e entenderes a interface do programa, dai a perceberes o programa ou o vst e um tiro..
      a cena dos programas de producao e entenderes no que mexes, podes ter monitores, hardware, placas de som, ate podes ter o melhor estudio do mundo em tua casa, se for pa mexer por mexer mais vale nao mexeres.. Agora se dedicares algum tempo a aprender nao so o programa que usas, mas musica em geral, logo vais perceber que usas qualquer um, basta dedicar o tempo a interface de cada um..
      Espero ter ajudado :D

      Abc

  3. Fetex

    Boa Ilan, post muito útil!

    Eu já iniciei os estudos por conta prórpia, lendo e pesquisando a respeito…realmente falta é hardware, mas estou começando os investimentos nisso. O investimento em aprendizado deve ocorrer no final do ano, quando me formo em jornalismo e pretendo fazer um curso aí pela Aimec.

    Uma coisa que eu acho importante destacar é essa necessidade de buscar novas sonoridades, e não ficar simplesmente copiando o que já ta no mercado. E isso passa não só pela questão ritmica, mas de timbres. Já venho tentando fazer isso, temos otimos instrumentos que podemos utilizar para produzir novos sons, e acho importante dar atenção a isso, certamente as produções terão uma atmosfera e pegada diferentes.

    • ilankriger

      Fetex!!! essa é a idéia!! Tento incentivar aos produtores para eles criarem o Forró-Techno ou o Mica-Trance!! Precisamos mostrar as raízes nacionais.

  4. X-ARO PROJECT

    Heee a caminha é longa msmo, me lembro q tem uma música muito boa tmb com uma sanfona do SANDRO PERES, muito boa msmo. Acho q estamos vivendo novos momentos, onde cada um cria seu diferencial. Acho q o grande barato disso tudo é vc não seguir a risca uma vertente, e sim vc resgatar elementos de varias outras vertentes e criar a sua, criando um estilo proprio de produzir, eu penso dessa forma.

  5. DJ Semim

    Tbm acho hardware não são um problema,
    eu produzo e não uso hardware, e não tenho problema algum com isso.
    Agora essa do deadmau5 foi foda ele ainda usa o fruity loops, que hoje em dia é um dos software mais faceis de se criar uma musica do zero.
    E alem disso se o cara for realmente bom ele vai fazer uma boa musica com qualquer software, as pessoas tem uma visão muito ruim do fruity loops sem se quer nunca ter mexido nele ,e sem saber, que apartir da versão 6 foi considerado um software profissional.
    souja-boy
    deadmau5
    8-bits…
    e muitos outros artista usam ele,e mesmo se não usam ele usam algun vst nativo do fruity loops, como o autogun que tem até um topico aqui no blog.

    Então por favor não julgue nada por causa da opinião dos outros e sem conhecer.

  6. parabéns pela matéria..no meu caso a maior dificuldade é o software…tenho um pequeno home estúdio em casa, com placa de áudio profissional ,monitores e pc.. ja tentei mecher no reason, fl stdio…e vou ser sincero. tem que ter alguem pra dar uns toques..outro problema, estou um pouco longe dos grandes centros.(Rôndonia)
    penso em breve fazer o curso de produção musical (AIMEC).

    abraço a todos.

  7. Mais uma vez grande materia Ilan…parabens novamente..quanto ao uso de hardwares, eu particularmente nao uso, mas gostaria de ter, principalmente para masterizacao…porem eh preciso bastante conhecimento para saber usa-los, portanto, podem esperar..abraxx

  8. Fetex

    Concordo quanto ao fato de que não é necessário um hardware para fazer coisas boas. Já testei o fruity loops e foi atravez dele que me interessei por produção musical. Mas é uma questão de adaptação, eu toco instrumentos musicais desde os 9 anos, então tenho mais facilidade para criar tocando nos instrumentos….muito mais do que selecionando a onde os sons devem entrar, mas as duas formas são válidas e eficazes, depende do que prefere o produtor.

    Ilan, queria te parabenizar por vir falando nesta temática de produção, dando dicas para iniciantes e tudo o resto que vem fazendo, é importante este incentivo, assim nos damos conta que a gente já não precisa sair produzindo igual ao bodzin ou deadmau5…hehehe

    abraço!

  9. juliana

    eu quero ser uma produtora musical so q eu nao sei onde achar cursoa para fazer,estou indu para o segundo grau e preciso de um curso proficionalizante para ser uma produtora musical

  10. muito bom esse seu gesto de dar dicas a quem sonha com a carreira de dj e produtor musical. Atualmente estou me dedicando a essas técnicas e na luta de uma produção que me surprienda e que dê gosto a muitos ouvidos. meu primeiro mix foi DANCE TO THE HOUSE, ja o segundo foi o remix da musica ENJOY THE SILENCE.

  11. Que bom que vcs gostam de música eletrônica nacional. Por isso, convido a visitar o meu site e conferir o trabalho do TRANSDUTOR. Um projeto live pa onde eu canto, mixo e manipulo meu repertório próprio ao vivo e a cores. Meu som é um caldeirão de ska, rave, jungle e hip-house. Confira também os videoclips que tem lá. “O Selvagem e a Máquina”, por exemplo, é pra morrer de rir… ou chorar? http://www.transdutor.com

    Valeu!

    : )

  12. Brenno Willian souza

    Felippe Senne ,

    Não acredito que vc faz musica no FRUIT LOOPS…

    Com a qualidade e efeitos das suas musicas,é inacreditavel!!!

    Parabéns!

  13. Eu tenho ja um album preparado para ser lancado neste fim do ano e trabalho ja a muito tempo com o fl studio e esses conselhos me ajudaram a densenvolver mais o meu trabalho valeu.Sera k vcs acham o fl studio inutil?

  14. Bacaníssimo o post…

    Hora de abrir o coração:
    Comecei no Cubase SX3 e fui indicado ao Ableton Live pelo Felippe Senne.
    Sinceramente pefiro o lIve: bem plástico e com uma plataforma atual. Infinitas possibilidades. Destaque para o “Warp” a partir da versão 8; vc modifica a imagem do som e encaixa no bpm do seu projeto com cortes cirúrgicos na cabeça dos beats.

    O Site do Ilan pra mim é uma sala de aula. Através dele q estudo e tento minimizar minhas dificuldades.
    Senne tb tá sendo um professor pra mim, discutimos timbres, tons, encaixaes e idéias nas produções.

    Aqui temos a oportunidade de colocar o quadro negro dentro do nosso Computador.

    Dica de estudo: Livro “O poder da mixagem” de Daniel Farjoun (Pode diminuir suas dúvidas qto a masterização). Acompanha CD de exemplos de efeitos aplicados as produções.

    Abraços!

    Keep grooving.

  15. ilankriger

    Doctorico, longe disso!! não acho que existe sequenciador bom ou ruim.. o sequenciador bom vai ser o que atende as suas necessidades!!!

    se o fl funciona para você!!! tá ótimo!! conheça ele a fundo e tiro o melhor proveito do software

    abs

  16. Oi Breno,

    Eu não uso o FL, uso o Ableton Live, mas quando o produtor conhece bem os conceitos do áudio, o que menos importa é o software que utiliza.

    O Deadmau5 produziu muita coisa boa no FL, e o Laidback Luke produz até hj no FL…

    Eu particularmente não sou fã do FL, mas tem quem goste. O negócio é aprender e entender como o audio funciona!

    Abssssss

  17. Guilherme

    Gosto muito de musicas diversas , sou dj por . dez do tempo vinil fica cassete e rolo hoje mudou muito com os equipamentos atuais e internet , com escola qualificadas como aimec e outras novas tecnlogias a gente esta sempre aprendendo com videos aulas e toda as informações dos site . o bom da musica é que a gente viaja isto é bom ok abraços aos amigos

  18. Guilherme

    Seu set é muito bom vç trabalha com note e um mix ficou mais facil vç tem muita experiencio curti muito bem mixada legal um colirio para os ovidos ok ate mais .

  19. Guilherme

    Seu set é muito bom vç trabalha com note e um mix ficou mais facil vç tem muita experiencia curti muito bem mixada legal um colirio para os ovidos ok ate mais .

  20. muitos reclamam do FL Studio, outros falam mal do seu mixdown mas para fazer a mixagem nele é mais na unha… ou seja, tem que ter o conhecimento de som, frequência e equalização para equilibrar os canias… Aconselho a mexer neste programa para conhecer na raça a ciência do som!!!

    Não deixe tudo na mão da automação, não!

    : )

  21. Senta que lá vem a historia … no final de 2006 comecei a me interessar com esse lance de produzir e comecei a entrar na area do FL studio .. ralei pacas.. comprei livro de teoria musica , aprendi a tocar teclado ( toco alguma coisa ) depois migrei pro Reason tentei entender o Cu-Base (rs nome sugestivo não rs.. mas nao consegui entende-lo muito bem ) e hj em dia to apanhando do live que nem ladrão que roubou ovo da padaria do seu manel …. mas to aprendendo… a criar minha galinha agora será com ovos de ouro ou não eu teimarei e seguirei meu sonho até o fim … Poxa pru q a AIMEC não pode criar um centro de estudo do live incrivel aqui não tem nada assim …rola uma carência ferrada na produçao ..Mas aqui é uma sala de aula virtual ..MAs Vo cair dentro TOPO …to DENTRO..!!!! Sucesso a todos..

  22. Tudo massa demais… só achei muito pretencioso dizer que aqui no Brasil não tem Engenheiros de mixagem e masterização especializados, pois além de conhecer, sou fã de uns "seres de outro planeta" (HENRICO DI PAOLI, MARCOS E MARCELO SABÓIA, CARLOS SAVALA, PERON RAREZ, ALVARO ALENCAR, LEO DIM…) e outros muitos que não citei aqui. Entendo que as vezes o cansaço toma conta do cérebro e quando isso acontece é porque já está na hora de tomar um banho bem legal e dormir, para não cometermos algumas gafes!!!??? Nada pessoal, pois nem sei quem escreveu o texto original rsrs.

    • @ Charles

      Tudo certo? Escrevi isso no texto, pois se você comparar com Inglaterra ou Alemanha, nós temos uma pequena quantidade de produtores musicais e engenheiro disponíveis. não que os produtores e engenheiro nacionais são ruins.

      Acredito que como temos menos escolas, faculdades e os custos de adquirir equipamentos são altíssimos os gringos estão na nossa frente.

      Com que tipo de música esses engenheiros trabalham?

      • Eu conheço o Carlos Machado aka DJ NAZZ. Engenheiro de Audio, DJ e Produtor. Apezar do Carlinhos Trabalhar Hoje Com MPB devido a demandas mercadológicas. Ele é especializado em Electro/Breaks e outros generos de dance músic menos complexos.

        Inclusive se não me engano ele partipou do processo dando alguma consultoria para criação do curso superior tecnológico de Produção Fonográfica da Estácio.

        Como você mesmo disse não que os produtores e engenheiro nacionais são ruins o que acontece é que temos poucos especializados em música eletrônica.

        Exemplo: Um produtor de ROCK ou MPB ou outro genero brasileiro vai achar que o BASS a frequencia dos graves distorcidos é um comportamento indesejado por não conhecer o rítimo e vai deixar minha música toda no FLAT na hora de masterizar é necessário consultar/contratar alguem que tenha a cultura da dance músic / electronica na cabeça.

        No que toca a respeito o Carlinhos é uma das poucas pessoas que se enquadra neste perfil com mais de 40 anos de experiência neste assunto.

  23. Hardware não é problema no inicio claro, nem o Software, se você souber usar tal software não terá problema nenhum, fará trabalhos excelentes, então pra mim a dificuldade é a limitação de conhecer os softwares, ou seja dificuldade de saber usar os softwares. Ja usei Fruit Loops, realmente é bem simples e pra mim é excelente sem duvidas, quem sabe usar, não tem problema, quem não sabe acha que é ruim. Quero fazer meu Curso de Produção na Aimec Campinas logo logo… Abraçooos e como o amigo ai em cima disse, o Site é um sala de aula mesmo. Vlw

  24. junior

    eiii me da uma ajuda aii eu quero fazer umas musicas eletronica só que eu
    presciso de um programa sera que voce sabe um bem facil aii pra mim começar ??

    valeuu mano grande abração manda no meu email ….

  25. Muito bom o post, deu uma limpada nos olhos da galera ae que se interessa por esse tipo de trabalho (como eu!). Eu tenho mais dificuldade é na escolha de softwares, são muitos que existem, mas são poucos os que realmente prestam. Enfim, o negócio é você ir testando e seguindo recomendações mesmo. E acima de tudo: dedicação pra chegar no topo!

  26. ROBERTO GJ

    MUITO BOM , EU TENHO VARIOS SOFTWARES VOLTADOS PARA MUSICA , E ATE PRODUZO ALGUMAS MUSICAS GRAÇAS A MINHA PERSEPÇAO MUSICAL E RITIMICA .
    MAS NAO É NADA PROFISSIONAL, APENAS UM APRENDIZ.

    ESTAVA MEIO PERDIDO DE COMO FAZER PARA SER PRODUTOR MUSICAL, E ESTE SITE ME ILUMINO MUITO MEU RACIOCINIO EM RELAÇAO A ISTO.
    OBRIGADO PELAS DICAS .
    VALEUUUUUUUUUUUU.

  27. Dj Ady

    Boas pessoal
    eu quero muito ser produtor
    queria saber se tem algum curso bom de produçao e Dj
    eu faço as minhas musicas no Fl Studio
    pra mim é o melhor programa
    talvez porque sei usar muito bem ele
    eu sei fazer todo tipo de musica

    vou deixar o meu mail para quem quiser ouvir e opinar as minhas produçoes. Dj_ady_productions@hotmail.com

    obrigado

  28. André Abreu

    Pra quem nao sabe, existe a faculdade Anhembi Morumbi em São Paulo-SP e nela tem o curso de Produção Musical, reconhecido pelo mec e tudo mais, até agora o primeiro que eu vi que vc sai com diploma de faculdade mesmo. O curso é novo, tem apenas 5 anos de existencia, mas é muito bom, com professores de alta qualidade e que dominam 100% os assuntos. To falando pq eu faço esse curso e indico. Só nao deixem o mercado musical virar uma zona, tenham bom senso! hehe
    O curso dura 2 anos, e durante esses 2 anos vc aprende tudo o que é exigido para ser um bom produtor musical e mais um pouco até do que foi falado na materia, que vai desde teoria musical, historia da musica, até estudio, softwers, plugins, mercado musical e varias outras … é claro que o aluno que ja uma noção boa de musica vai se dar melhor do que os que nao tem.. mas pra quem nao tem, os professores ensinam desde o zero..

    Aí vai o link do curso onde explica melhor, tem a matriz curricular tambem ai: http://portal.anhembi.br/publique/cgi/cgilua.exe/

    Valeu!

  29. ola galera, gostaria de saber por que nao falaram do sonar etc.
    e gostaria de pedir mais informação sobre mix e masterização., ou curso em bhte-mg.
    ja tenho meu home S.
    ou se ha algum video para baixar nesse caso.

    att
    fabio

  30. Fbb

    Eu comecei a estudar vários softwares e produção a cerca de um mês e meio, já tenho os melhores softwares profissionais do mundo, centenas de plugins vst's, o que me falta agora é só experiência e mais estudos, não tenho hardware algum, mas com meu pc sei que dá pra fazer coisas muito boas, pretendo em breve adquirir uma placa de som de boa qualidade e de um valor que caiba no meu bolso e depois um teclado, por enquanto vou tocando pelo teclado do computador, pois sei que ainda não estou em um nivel de conhecimento suficiente para começar a realmente investir nisto, enfim já que não sou filho de rico, tenho que agradecer ao google e ao youtube, para que eu pudesse começar a aprender e produzir, agora é só rezar para que algum dia eu possa pagar para fazer um curso profissional e que eu possa ser reconhecido pelo meu trabalho, pois sei que tenho capacidade, so o que falta é oportunidade (Dinheiro)

  31. Dj Forrythe

    Ótima matéria! Eu sou apaixonado por musica… não sei se poder um defeito, mas eu fiquei preso ao anos 80 e 90 (tenho trinta anos), e acho que estas decadas foi uma das melhores era da musica para mim. Também sonho e cria uma banda. Não sou tão talentoso assim, mas sei compor e já tenho vária composições minhas, mas ficar guardado na gaveta não tem propósito algum. Se alguém quise conversar e quem sabe montar uma parceria, é só contactar: orkut Dj Forrythe, msn: dj forrythe@gmail.com. Um abraço!

  32. Bom, eu comecei a fazer "musiquinhas" para jogos de MSX (MSX Music Composer) meados dos anos 80. Não acredito que hardware seja um problema vejo também bastante gente encher a boca pra falar do tal "Abletronics" e mal o dominam ou sabem usa-lo só ouviram falar! Comecei a usar FL Studio em 1999 antes se chamava de Fruit Loops. E todo mundo gozava da cara de quem usava FL Studio e tem a lenda no meio de ser um programa não profissional.

    Puxa vida, imaginem que os caras faziam musica emendando fita de rolo nos anos 70 até no ínício dos anos 80 (cutz, samplers e editz) qualquer coisa é Lucro! UM PC é um luxo!

    Converso muito com os dinossauros do electro outro dia estava conversando com o Cozmo D do Newcleus pergunte pra ele o que é um PC hoje pra eles que tinha costume de tirar música de pedra!

    Não sou tão velho assim mais peguei a epoca dos arquivos .mod .it e afins ancestrais do MP3.

    Você fazia musicas com pedaços de samplers usando softwares de tracker no DOS por exemplo com programas como: http://en.wikipedia.org/wiki/FastTracker_2
    http://www.youtube.com/watch?v=hEsOTTFL3zk&fe… uma idéia de como as coisas eram! Era meio complicado coisa de NERD mais eu adorava!

    Acho Mega Importante ter contato e conhecer a cultura do Electro dos anos 80 e a dance music dos anos 90 as pessoas faziam músicas até mesmo por brincadeira como eu em condições mega precárias! Vai dica: escutem e se inspirem 70 Disco,80 Electro ,90 Dance boa fonte de conhecimento!

    Bom, eu to meio ai que na turma do Dj Forrythe eu fui ouvinte e frequentador de matinês e "coroinha" de DJ carregando caixas de disco, montando equipamentos aprendendo alguma coisa. Não que eu fique preso ao anos 80 e 90 (tenho também tenho trinta anos).

    Acredito que a qualidade geral das músicas caiu em relação proporcional a oferta de recursos tecnologicos disponíveis! Alguns vão até dizer Maldita Inclusão Digital! haha.

    Sinceramente, eu particularmente, espero produtores mais criativos estou de saco cheio de house music tic tac de relógio. Outra coisa que me revolta em grande parte do house atual é que quanto a musica tá dando um up que vc pensa agora vai arrebentar vai explodir vai entrar algo doido e criativo!

    Não da o loop de snare ou coisa pra dar o gaz e volta pro efeito tic tac de relógio! Desisti de sair na noite (boates e afins) não é algo que eu aprecie encontros de dj´s me parecem mais interesante musicalmente falando. Exeto raras festinhas underground.

    Será que eu sou exigente por conhecer um pouco pelo fato de ser entusiasta ou se trata do meu perfil de anos 90? Será mesmo que é questão de gosto?

    Outro lance é Trance louco do tipo "aceleraaaaaa" bombas explodindo e gotas caindo! Acredito que pessoas como o Dj Forrythe, Eu temos ai também o Ilan esperam mais, esperam novidades.

    Acompanhar a moda e fazer músicas no mesmo estilo é uma droga, ainda bem que existem pseudonimos e a possibilidade de separar os projetos. Será mesmo que o lance é paquerar e beber e usar dorgas manolo? Será que a grande maioria do público liga para qualidade?

    Bom, Não sou DJ (Apesar de ter gostado de brincar com bolachas nos anos 90), Não sou Músico apenas um tarado por tecnologia desde meados dos anos 80 e desenvolver trilha sonoras de jogos para MSX me conduziu ao interesse no assunto. Só mais um cara que curte sons de pessoas Giorgio Moroder, Insoc, Kraftwerk, Jean Michael Jarre. Foi algo natural pois, a música e o computador andam de mãos dadas desde o ínicio da era digital. Agora as coisas só ficaram mais acessíveis e menos "NERDS". hehe. Bom, enquanto isso estou eu aqui "rosqueando lâmpada".
    http://www.sarapuhybeats.com http://soundcloud.com/sarapuhybeats http://www.interasom.com http://www.globalbassalliance.org

  33. Cara , meu nome é IGOR , tenho 16 anos e desde pequeno mexo com musica ( Nada profissional ) , produzo com varios programas ( acho qe cada um é essencial ) , e queria saber se a pessoa que só produz e não é profissional , se ela começar , fazer um curso , facul com essa especialidade , ela tem chances de crescer na vida com essa carreira ?____Aguardo Respostas '__Abraços

    • A concorrência é grande para você entender é como um jogador de futebol. Se pode ter um muleque com alto talento tem o dom da bola. Porém não tem o QI o empresário, o olheiro não passou no momento certo. Quanta música ruim tem por ai mais as pessoas dizem que é o máximo só porque o DJ é da moda ou porque tem um conhecimento forte no meio?

      Além da técnica tem que ter disciplina. Não se iluda cara é um campo minado cheio de predadores. Você vai ter que ter persistência pode levar anos até seu trabalho ser reconhecido. E ainda corre o risco de não ser mais não desista!

      Eu faço por que gosto e to cagando para o mainstream. Faço por hobby umas faixas loucas se um dia isso sair do underground e virar pop foi consequencia.

      Um concelho que eu te dou é não dedicar-se 100% a esta tarefa tenha uma outra carreira em mente. Algo que lhe sustente e sustente seu vício musical. Eu sou analista de sistemas e sobrevivo assim então não tenho qualquer obrigação de fazer trance ou house da moda.

      Outra coisa, não se limite por questões técnicas ou equipamentos. Tem vários playsom ai que tem grana pacas e compra compressores de hardware de 5000 reais faz umas músicas sem graça e acha que tá tirando onda.

      Antigamente tinha gente que fazia música cortando e emendando fita de rolo usando samplers e tinha uma puta criatividade coisa que falta pra esses playsom que tem um estúdio completo que a mamãe e o papai compraram pra eles e faz festinha porque os outros playsom amigos deles são promoters e tem um alto QI (Indicação) forte!

      Moro no rio, não curto tamborzão. O Funk Carioca dos anos 90 por exemplo: Veja ai os MC´s gravando desde os anos 90. Vários sucessos foram gravados em condições precárias a base de um vinil DJ Battery Brain a música instrumental Voltmix =D. Luxo na época era ter uma DR BOSS tipo essa (http://retropolis.tripod.com/dr55.jpg)

      Uma idéia na cabeça, microfone precário, fitinha k7 e voltmix no fundo e um rap de sucesso!

      Hoje você tem um PC que tem todos aqueles hacks fantásticos dos estúdios mais caros do mundo dentro dele falta mesmo é criatividade! Técnologia não é mais desculpa!

      Posso fazer o que eu quiser e tenho liberdade um dj e um produtor comercial estão presos a certos padrões da indústria rotulada. Trocentas pessoas fazem só faixas para pista (visando lucro, visibilidade) eu faço as faixas pra min e amigos.

      Comece na brincadeira, vise uma profissão que lhe de um retorno financeiro razoável e que te agrade. Com a grana você vai comprar alguns equipamentos, pagar um curso de produção musical ou mesmo a sua faculdade agora tem até faculdade disso. Ou mesmo procure ver ou tentar fazer um curso de teoria músical se você mora no rio pode encontrar o curso na escola vila lobos.
      http://www.villa-lobos.org.br ou procure um similar em sua cidade.

      Não sei sua situação financeira mais eu tive que trabalhar para pagar minha faculdade como um ser humano normal suburbano criado no rio de janeiro. Então primeiro eu fiz o que deu dinheiro para não precisar me render a modas. Agora eu tenho liberdade de fazer o que eu quero.

      O que mais tem por ai é boing boing, tic tac, boom e ping ping. Então, qual vai ser o seu diferencial? Qual é a sua aposta? O mais importante qual é o seu legado?

      • Cara , minha situação num é favoravél , mais mesmoo assim num desisto do meu sonho , eu cresci com isso na minha cabeça , sei que tenho que indo trabalhando em outra area , pra poder pagar a facul . Moro no extremo leste de São Paulo , Cidade Tiradentes , já ouviu falar ? entãao , como você mesmo citou , tecnologia teem muita hj , com o meu computador eu garanto fazer uma batida boa , mais quero ser profissional , nãao umaa coisaa amadora .

        • Obrigado pelos conselhos amigos , mais num vo desisti dos meu sonho , Lil Wayne qee eu souy fã dele , ele começoo assim , e hj tem seu proprio estudio , a cash Money , láa ée EUA , aqui é Brasil , as coisas são um pouco diferentes , mais eu cresci com isso ' cara ' a musicaa hj faz parte de mim ' e por isso quero me aprofundar nisso
          muito obrigado pelos conselhos cara , guardarei comigoo '
          quem sabe um dia agente se trombee por aee numa produção musical ? nada ée impossivel ' abraçõs ' e que Deus nos abençoe nessa grande jornada que será pra gente '
          ;D

      • Cara , minha situação num é favoravél , mais mesmoo assim num desisto do meu sonho , eu cresci com isso na minha cabeça , sei que tenho que indo trabalhando em outra area , pra poder pagar a facul . Moro no extremo leste de São Paulo , Cidade Tiradentes , já ouviu falar ? entãao , como você mesmo citou , tecnologia teem muita hj , com o meu computador eu garanto fazer uma batida boa , mais quero ser profissional , nãao umaa coisaa amadora .

  34. BRENNO

    ENTAO GALEIRA SOU LOUCO POR MUSICAL MORO EM RECIFE TEHNO 25 ANOS E QUERO ESTUDAR E APRENDE MAIS E MAIS TUDO SOBRE DIREÇAO E PRODUÇAO MUSICAL ALGUEM AI COM ESPERIENCIA NO RAMO QUERIA MIM PASSA DICAS MIM AJUDA A ESTUDAR E APRENDE E TROCA IDEIAS MIM ADD NO MEU MSN AI ? GUTOMASSA25@HOTMAIL.COM

  35. flavinho

    oi só pra avisar que tem muita gente ruim no mercado, nao se iluda com falsas promessas, experiencia propria. Se tiver uma escola especializada melhor. Não entre em cursos onde o professor é um dj, os compromissos dele so vao atrapalhar o andamento do curso
    O aviso ta dado!

  36. DJ RICARDO A.

    Grande Ilan Kriger,

    Estou começando como dj agora, tenho 15 anos, estou com uma aparelhagem, tbm quero começar a entrar na area da produçao musical, sempre me interresei em tentar fazer um tipo de track eletronica… Mto obrigado Ilan Kriger agradeço desde ja …

    dj_ricardoa@hotmail.com

  37. Claudio

    se pode ser um produtor musical só para faturamentos. Essa área é muito sinistra e não é sempre que um produtor esta bem financeiramente. Não se decide ser produdor musical derrepente, como ja falei, isso vem de berço. O pai ja produzia, o avô, os tios te levavam pra gravações e pros shows. As vezes o cara tem o dom, mas está escondido, quando ele resolve ver como funciona a coisa, ele ja esta produzindo. Isso é um dom, uma coisa natural, Eu sou tecladista a 35 anos, eu descobri que eu era tecladista quando toquei uma música sem saber música, dai me apaixonei. Quando entrei pra universidade eu já sabia muita coisa, apenas aferfeiçõei com algumas técnicas novas que me foram passadas. Ninguém aprende nada em

  38. Claudio

    curso se voce não tem vocação. Aprendam uma coisa, não é a aparelhagem que te faz um bom produtor. |Eu poderia gastar 500.000 mil reais com equipamentos, mas se eu não tiver criatividade eu não consirei fazer nada. Antigamente não se havia recursos nenhum e as gravações fazem sucesso até hoje. Hoje as pessoas se escoram muito em programas e automações e se esqueceram de executar a arte que sai de dentro. Não sou contra a tecnologia, ams acho que não podemos matar a arte que existe dentro da gente. Usemos a tecnologia para tocar aquilo que criamos. Não deixemos a tecnologia nos dominar. Achoque as coisas que vem de dentro são mais reais do que as inventadas pelas máquinas

  39. 86 Records. AO

    olha é bem verdade que a produção musical nao é um assunto a ser tratado com tanto softelisno (levesa) mas o site deu uma boa dica basta tu queres e teres nuita vontade e sem esquecer empenho tu chegas a ser um produtor

  40. Hoje em dia, com a Internet, existe uma enorme necessidade de um trabalho paralelo ao da criação do artista, que é o da publicação e participação nas redes sociais. O produtor pode ajudar o artista a entrar nessas redes e usá-las como forte ferramenta de divulgação do seu trabalho.

    Vejam algumas dicas de como produzir um artista no Blog do Produtor Musical http://www.produtor.mus.br

    [youtube hrwZCu7rQnU http://www.youtube.com/watch?v=hrwZCu7rQnU youtube]

  41. dj recente

    Estou a montar o meu estudio , quero compra os material mais nao quero errar. da uma dica por favor pricipalmente na escolha do micro e pioano.

  42. Gabriel Pimenta

    Gosto muito MESMO de música eletrônica já a algum tempo, conheço algumas ramificações dela e sempre procuro estar descobrindo novos estilos (outro dia mesmo descobri o dubstep, que gostei muito também).
    Gosto de muitos tipos de música, só não de pagode, samba, arrocha, forró, etc quando os mesmo não apresentam conteúdo algum na sonoridade e na letra (o que está ficando cada vez mais comum).
    Estou no 3ºano e vou prestar vestibular para Eng. Civil, mas eu tenho a convicção de que não é com isso que eu realmente vou trabalhar, foi mais para lidar com a pressão familiar e por consequência da minha indecisão (ou descoberta tardia do mundo amplo da música eletrônica).
    Eu gostaria de trabalhar com esse mundo musical (sendo como dj, produtor, etc). Moro em Salvador e gostaria de saber onde teria um curso onde eu aprendesse mais sobre o ramo, além de construir uma base teorica e prática forte para poder atuar em um desses ramos.
    (vou aprender e produzir aos poucos após acabar o 3ºano)

  43. Rafael Oliveira

    minha dificuldade eh falta de incentivo, nao soh por conta de pessoas mas no brasil em si…
    eu produzo alguma coisa pelo fruity loops.
    me formando na minha primeira faculdade o proximo passo eh buscar um curso basico e se possivel (se existir) algum de producao ou engenheiro sonoroo…
    seria um sonho trabalhar com oq eu gosto…
    MÚSICA

  44. Edson Linhares

    Boa tarde!

    Peço-lhes informar quem poderia me fornecer uma vídeo aula do banco de samples Vienna Symphonic Library (DVD ou download).

    Grato

    Edson Linhares

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *