Mabuse Vst – Revolução a vista!!! Loops de áudio e vídeo como você nunca viu

Eu estou sem palavras, espero conseguir passar neste texto toda a euforia que eu estou sentindo.

Trabalhar com áudio e vídeo em um passado próximo era muito difícil e exigia um investimento astronômico (esse deve ser o último prego no caixão do Dvj da Pioneer), ano passado o Resolume com a sua versão Avenue já apontava para novas formas de se trabalhar neste formato, o Mabuse Vst faz basicamente a mesma coisa sem precisar de um software adicional e melhor ainda roda no seu sequenciador de áudio preferido.

Principais funções do Mabuse Vst:

  • Vst que permite tocar vídeo dentro de qualquer sequênciador de áudio;
  • Sincroniza automaticamente o tempo de vídeo ao tempo do projeto;
  • Efeitos controlados por midi;
  • Browser interno;
  • Exporta o resultado em vídeo (Quicktime).

O plug-in está disponível para download grátis no http://mabuse.co.uk/, por enquanto apenas na versão beta para Mac (em breve para Windows).

O Vst foi criado na linguagem Pluggo que é da família Max/Msp que vai ganhar uma integração com o Ableton (isso estava prometido para o lançamento da versão 8). Não foi a toa que eu comentei aqui no blog que a Ableton talvez nunca mais precise lançar um novo instrumento ou efeito pois o Max/Msp quando usado em conjunto com o Jitter pode criar efeitos, sintetizador e aplicação de vídeo.

Nem tudo é perfeito

A versão beta ainda não tem a possiblidade de “tocar” o vídeo em full screen, isso significa que ele por enquanto está descartado para performances ao vivo, mas mesmo assim já é uma boa adição para edição de imagens, se você quiser levar o conceito para o palco esses vídeos podem ser exportados e usados em softwares de Vj.

Um outro ponto fraco por enquanto do plug-in são os efeitos de vídeo que são limitados em apenas 6.

Funções básicas do Mabuse Vst

Você tem interesse de unir áudio e vídeo?

Fonte: CDM